(65) 3624-7544 unipecmt@gmail.com

Cultura

Na Cultura, tem como seus objetivos principais:
I – Desenvolver projetos que visam a produção cultural e artística e promoção dos indivíduos na sociedade;
II – Promover ações de produção de teatro, filmes, curta-metragem, livros, artes visuais, dança, música, audiovisual, artes cênicas, literatura, artes integradas, performances, fotografia, Poesia, Pintura, Arte, Circo etc.

Na saúde, tem como seus objetivos principais:
I – Promoção das ações em prevenção, de modo a buscar ações prevenidas através de hábitos saudáveis e vacinação. Promover atividades e buscar investimentos na prevenção de modo a ajudar a educar a população sobre a importância de um estilo de vida saudável e aumentar o acesso à vacinação e exames preventivos;
II – Buscar o investimento de para tecnologias de diagnósticos que podem ajudar a identificar doenças mais cedo e com maior precisão, de modo a levar a tratamentos mais eficazes e melhor resultados para os pacientes. Alguns exemplos incluem testes genéticos e de imagem mais avançados;
[12:37, 31/03/2023] Ana Candida: III – Promoções de atividades físicas e de saúde para redução de doenças crônicas não transmissíveis como: como diabetes, hipertensão e obesidade, estão em ascensão em todo o mundo. A Educação Física pode desempenhar um papel importante na prevenção dessas doenças, por meio do desenvolvimento de programas de atividade física que ajudem a controlar o peso, reduzir o estresse e melhorar a saúde geral dos alunos. Essas ações podem ser desenvolvidas através de promoção de atividade física de forma regular, tanto para crianças como para adultos, com o objetivo de prevenir doenças e promover o bem-estar físico e mental;
IV – Desenvolvimento de programas de atividade física adaptados, como: pessoas com deficiência, idosos e outras pessoas com limitações físicas. Desenvolver assim, programas de atividade física adaptados a essas pessoas, com exercícios que promovam a mobilidade, a força e a flexibilidade, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida e reduzir o risco de doenças;
V – Promoções de ações de saúde bocal nas Escolas, ampliação do acesso à odontologia preventiva, integração da odontologia com outros serviços de saúde;
VI – Ações de pesquisa na busca de novas tecnologias da biomedicina, como impressoras 3D, robôs cirúrgicos para melhorar a precisão e a eficiência dos procedimentos dentários, tornando-os mais seguros e menos invasivos;
VII – Pesquisa em novos tratamentos na odontologia, de modo a promover pesquisas em novos tratamentos e técnicas para melhorar a saúde bucal dos pacientes, podemos ser novos materiais dentários, novas técnicas de implante dentário e novas formas de tratar doenças periodontais.